Gabinete de Promoção do Programa Quadro de I&DT
FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia | Ministério da Educação e Ciência

O tema Nanociencias, Nanotecnologias, Materiais e Novas Tecnologias de Produção no 7ºPQ

Orçamento: 3.5 mil milhões EUR (2007 - 2013)

A actividade das Nanotecnologias, Materiais e Tecnologias de Produção tem forte relevância socioeconómica. As nanotecnologias tornam possíveis soluções novas e podem resultar em melhor desempenho de todo o sector de produção, bem como nos domínios da saúde, medicina e agricultura.

Benefício para os cidadãos:

A concepção de novos processos produtivos pode assinalar uma redução das emissões poluidoras e o uso mais racional dos recursos naturais. Ao mesmo tempo, a inovação dos produtos, criando artigos mais seguros e fiáveis, e os veículos mais ecológicos, combinados com a inovação no sector de construção, pretendem ir de encontro às necessidades das pessoas e melhorar a sua qualidade de vida, ao reduzir os riscos e melhorando a saúde e o bem-estar. A promoção de padrões de consumo mais estáveis leva a melhorias na saúde, consciência pessoal e mudança de comportamento dos cidadãos. A introdução da nanotecnologia apresenta também uma nova gama de riscos e questões de natureza ética, que estão a ser estudados. As questões éticas referem-se à integridade e dignidade humanas (por exemplo, os microprocessadores para vigiar ou controlar o comportamento dos seres humanos), os riscos ligados à saúde e os riscos ambientais.

Benefício para os investigadores:

Nanociências e Nanotecnologias

O objectivo é criar materiais e sistemas com propriedades e comportamentos predefinidos, com base no crescente conhecimento e experiência à escala nano. Isto levará a uma nova geração de produtos e serviços em várias aplicações, minimizando, ao mesmo tempo, potenciais efeitos nefastos no ambiente e na saúde.

Materiais

A investigação concentrar-se-á em desenvolver novas superfícies e materiais multifuncionais com propriedades predefinidas e desempenho previsível, para criar novos produtos e processos, bem como para sua reparação.

Nova produção

A base da inovação nesta área serão os novos conhecimentos e a sua aplicação na produção e padrões de consumo sustentáveis. Tal exige condições adequadas à inovação contínua (nas actividades industriais e sistemas de produção, incluindo a concepção, construção, aparelhos e serviços) e para desenvolvimento de “bens” genéricos de produção (tecnologias, instalações de organização e produção, bem como recursos humanos) ao mesmo tempo cumprindo exigências de segurança e ambientais.

Integração de tecnologias em aplicações industriais

A integração do conhecimento e tecnologias das três áreas da pesquisa acima é essencial para acelerar a transformação da indústria e economia europeias, ao mesmo tempo que se opta por uma abordagem segura, socialmente responsável e sustentável. A investigação abordará novas aplicações e soluções que dão resposta a grandes desafios, bem como às necessidades de RDT identificadas pelas diferentes Plataformas Tecnológicas Europeias mencionadas acima.

Benefício para a indústria e PMEs

A maior competitividade industrial e os produtos de alta qualidade protegeriam os empregos europeus e, logo, promoveriam a coesão social e económica. As plataformas tecnológicas emergentes darão também atenção aos aspectos sociais através das suas estratégias paneuropeias. O objectivo global será maximizar o valor acrescentado para a Europa. Os novos regulamentos e padrões têm sempre sido derivados do progresso da tecnologia industrial e estas “plataformas” vão agora certamente modernizar e consolidá-los em vários campos da actividade humana.

MAPA GERAL DO SITE