Gabinete de Promoção do Programa Quadro de I&DT
FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia | Ministério da Educação e Ciência

Função do NCP

O que faz um NCP?

Os Pontos de Contacto Nacionais (ou National Contact Points, na sigla inglesa), em articulação com os Delegados Nacionais aos comités do 7ºPQ, são responsáveis por divulgar, com a maior antecedência possível, e para toda a comunidade científica e empresarial relevante, informação sobre o 7ºPQ, nomeadamente os anúncios de convites à apresentação de propostas e os programas de trabalho. Cabe aos NCPs prestar o apoio necessário à referida comunidade, na fase de candidatura de propostas, nomeadamente na clarificação das interpretações correctas dos detalhes, das especificidades do contexto e dos objectivos dos documentos provenientes da Comissão, bem como sobre o enquadramento e as condições de utilização das regras de participação no 7ºPQ. Sempre que necessário, fazem a ponte com os serviços da Comissão, facilitando os contactos entre estes e a comunidade científica e empresarial que participa no 7ºPQ.

Para tal, e entre outras iniciativas, incluindo contactos directos com os participantes nacionais, os NCPs organizam periodicamente e em diferentes pontos do país, incluindo nas Regiões Autónomas, actividades de promoção do 7ºPQ para públicos com ou sem experiência, incluindo sessões de esclarecimento, de formação, workshops, “brokerage events”, etc.

Outra tarefa importante dos NCPs é ajudar os candidatos a identificar possíveis parceiros internacionais, nomeadamente através da difusão de manifestações de interesse e/ou de procura de parceiros, a par com o apoio à preparação de consórcios nacionais e internacionais de elevado potencial para submissão de propostas ao 7ºPQ.

Os NCPs do GPPQ estão ainda disponíveis para ajudar todos os que preparam propostas coordenadas por entidades portuguesas no âmbito do 7ºPQ, nomeadamente na verificação dos aspectos formais das propostas e na adequação do enquadramento das mesmas nos precisos termos de referência de cada concurso. Poderão facultar-se pré-análises das propostas a submeter, com total salvaguarda da confidencialidade, por avaliadores independentes com experiência no 7ºPQ, numa fase prévia à submissão das candidaturas, incluindo sobre a componente orçamental, para permitir melhorar a probabilidade de sucesso no âmbito do concurso.

Finalmente, os NCPs constituem também um veículo de recolha de contributos da comunidade científica e empresarial para os Delegados Nacionais, sobre temas de interesse para inclusão nos programas de trabalhos e concursos, com vista a melhorar a participação nacional no 7ºPQ por meio da adequação dos programas aos interesses da comunidade portuguesa.

O que os NCPs não podem fazer:

Os NCP não podem desrespeitar as condições de confidencialidade impostas pela Comissão Europeia sobre documentos reservados a que têm acesso.

Os NCP não podem favorecer um participante ou consórcio nacional em detrimento de outros, devendo apoiar de igual modo todos os candidatos aos programas do 7ºPQ, protegendo igualmente a confidencialidade dos seus objectivos.

MAPA GERAL DO SITE