Caso não consiga visualisar correctamente a Newsletter, clique aqui.
top_01
  Newsletter nº 43, Setembro de 2012

QUEM SOMOS

CALLS ABERTAS

SESSÕES

OUTROS EVENTOS

GPPQ na Europa

CONTACTOS NCP

 

GPPQ
Av. D. Carlos I, 44, 2º
1200-649 Lisboa
Tel.: (351) - 21 391 76 40
Fax.: (351) - 21 391 76 50
gppq@gppq.mctes.pt

7pq

Este Setembro é um mês de decisões cruciais para participação nos programas Europeus.

Por um lado, é o final do FP7. Estão agora abertos quase todos os últimos concursos do FP7, que começam a fechar já no início de Outubro. Para participar nos concursos, já devem estar inseridos em consórcios a preparar as propostas. Para os concursos que fecham mais tarde, em fim de 2012 e em 2013, se ainda não começou, há que iniciar quanto antes todos os preparativos. O acesso a financiamentos no âmbitos destes programas europeus é possível para propostas individuais, de empresas, associações, unidades de investigação e outras entidades (por exemplo, end-users para demonstração).

Por outro lado, embora o início do próximo programa Quadro, o Horizonte 2020 (2014-2020), seja só daqui a 489 dias, urge preparar já o posicionamento das equipas de investigação e das instituições para participar nele de forma eficaz. O primeiro passo pode ser participar em propostas que consolidem consórcios futuros (veja o exemplo ao lado, a utilização de um instrumento Marie Curie, as IRSES, para esse efeito). Mas deve também procurar consolidar a sua presença nestes programas através de uma participação politica activa, aproveitando as oportunidades que as consultas públicas dão para influenciar as linhas de financiamento em benefício da sua investigação.

Conheça as plataformas tecnológicas, as iniciativas de programação conjunta, os grupos de influência da sua área de investigação e participe ativamente nas decisões que o irão afetar. Na dúvida, converse connosco no GPPQ, estamos cá para ajudar.


Eduardo Maldonado

Consultas públicas (H2020) com deadline em Setembro e  Outubro - não perca a oportunidade, intervenha já!

Clean SkyEnergia Inteligente;  Segurança; Fusão; European Innovation Partnership on Raw Materials; Fábricas do Futuro; Edifícios Energeticamente Eficientes; Sustainable Process Industry through Resource and Energy Efficiency (SPIRE); Pilhas de Combustível e Hidrogénio (FCH-JU); Investigação & inovação nas ciências da vida; Bioindústrias; Infraestruturas de Investigação.

skelGEN
Establishment of a cross continent consortium for enhancing regenerative medicine in skeletal tissues

img

Concurso: FP7-PEOPLE-2012-IRSES

Tipo de Projecto: International Research Staff Exchange Scheme
Duração: 48 meses
Orçamento: orçamento total, 168.000 €, PT, 54.100 €
Consórcio: UK (Coord.); PT; UK, NL, NZ
Parceiros PT: IPL Leiria (Paulo Bártolo) e 3Bs, UMinho (Rui Reis)

Resumo do Projecto

A medicina regenerativa é um domínio multidisciplinar, combinando princípios das ciências da vida e engenharia, com o objectivo de se desenvolverem substitutos biológicos (naturais ou sintéticos) que permitam a substituição, restauração, manutenção ou reparação de funções de tecidos ou órgãos. O projecto “skelGEN” centra-se no domínio da medicina regenerativa para o tecido esquelético (osso, cartilagem e tendões/ligamentos), envolvendo terapias baseadas no uso de células estaminais. Para tal, o projecto centra-se em:
- Utilização de células estaminais;
- Desenvolvimento de matrizes de suporte e dispositivos médicos;
- Modelação computacional;
- Avaliação in vitro e in vivo (incluindo avaliação clinica).

O “skelGEN” integra instituições especializadas em diferentes disciplinas da medicina regenerativa (biologia, engenharia, modelação computacional, ortopedia, etc.) da Europa (Holanda, Portugal, Reino Unido) e Nova Zelândia e visa criar uma plataforma que possibilite o desenvolvimento científico e a geração de conhecimento que contribua para o surgimento de nova de soluções clinicas, fortalecendo contactos entre instituições com vista a colaboração em projetos no futuro.

Site do projecto


Site GPPQ | Site da Comissão Europeia - Investigação | Site Cordis

Caso não deseje receber novamente a nossa Newsletter, clique aqui.